Inicial | Postagens RSS | Comentários RSS | Editar

Soneto à Utopia

segunda-feira, 9 de junho de 2008

(Afternoon Repose - Egidio Antonaccio)
.
.
.
SONETO À UTOPIA
(André L. Soares)
.
Quero dizer tudo que penso sem ter medo,
atravessar tão livremente esse horizonte,
como se fosse a simples água de uma fonte,
tocando a vida como quem faz um brinquedo.
.
Inaugurar um novo estilo, hoje me atrevo,
acreditando que o melhor não está distante,
mas muito perto, suplicando que se encontre
a chave-mestra que revele os mil segredos.
.
Parte consiste em garantir nossos direitos,
fazendo então prevalecer na sociedade
o amor ao justo, como a base dos preceitos,
.
para que assim não se repitam velhos erros,
pois quero crer que essa tal felicidade
não seja um sonho escapulindo entre meus dedos.
.
.

.

5 comentário(s) to Soneto à Utopia:

Harinson HLB disse...

Ola tudo bem?
Então eu sou o dono do blog Cogumelo Louco
e vim aki pedir um favor,
eu mudei o link do meu Dominio e queria pedir pra você mudar o link para
Titulo: Cogumelo Louco
link: http://www.cogumelolouco.com

Abraços

instantes e momentos disse...

não canso de vir aqui, muito bom seu blog.
Maurizio

Alessandra disse...

Amei seu Blog...
Cada palavra, cada contexto que me atrevo a acreditar também que o melhor está sempre perto...
Basta saber em que direção olhar...

Depois vou continuar minha leitura e a viagem que me leva em vários mundos e momentos que descrito em seu Blog!!!

Bjims!!!
http://sanidadeinsanidade.blospot.com

Eloah Borda disse...

Bom dia, meu amigo, de vez em quando venho aqui mas não deixo comentário por estar com pressa, prefiro aproveitar o tempo para ler. Gostei muito deste teu soneto - um belo tema num perfeito alexandrino trímetro - parabéns.
Grande abraço.
Bjs.

CrazyAnge£ disse...

"...amor ao justo..."
Amor sem preconceitos!
Muito bom meu novo amigo, obrigada pelo elogio e pela dica!
Beijo
Até breve...

Postar um comentário